Maio Cultural decorre com sucesso

2014-05-21
Maio Cultural decorre com sucesso
Bem se pode dizer que tem vindo a ser um sucesso o Maio Cultural deste ano.

Muito público, o habitual empenho e capacidade organizativa das nossas associações e a capacidade de bem receber quem nos visita têm sido os pontos fortes nas iniciativas já realizadas até ao momento, que fazem parte do programa deste Maio Cultural, que todos os anos acontece na Vila de Nespereira.
Com efeito, a partir do "Passeio TT pelo Ardena" - dia 3 de Maio - que reuniu largas dezenas de participantes, em todos os eventos tem ficado provado que as nossas gentes estão de mãos dadas com as Associações que temos e com a Autarquia nespereirense.

Já no dia 4, teve lugar a Missa Campal, onde foram evocadas todas as mães, sendo que no final, num gesto que já ganhou foros de tradição e que este Executivo quer ver mantido, foram distribuídas muitas e bonitas rosas, proporcionando logo ali, gestos de afecto e ternura, bem ao jeito de unir ainda mais muitos dos ali estavam. Alguns, algumas, rumariam a seguir ao cemitério local, a fim de deporem a rosa antes recebida.

O teatro e a tertúlia com lugar no dia 9, para além de decorrerem conforme o esperado e desejado pelos promotores, serviu de trampolim para um fim de semana bonito a valer.

Assim, já no dia 10, depois da abertura da Feira à Moda Antiga, que chama à Praça do Mercado muita gente, muitos assistiram ao despique entre dois "concertinas", um duo que, sem parar, deliciou os presentes, como aliás tem acontecido em anteriores prestações entre nós. À noite, subiram ao palco onde actuaram perante gente de cá e de fora, "Os Finfas de Paradela". O baile que então animava e de que maneira o programa, servira para a estreia dum novo piso, ali colocado para dar satisfação a quantos tinham reivindicado melhores condições para a dança de valsas e puladas. Duraria até às tantas. Mas terá servido de mote para o dia seguinte.

No dia 11, reabertura da feira à moda antiga; já que tinham agradado voltaram os mesmos tocadores do instrumento que terá eternizado Eugénia Lima. Por volta da hora do almoço, foi a vez da Junta assumir o papel de anfitriã, já que tínhamos entre nós algumas figuras de relevo: o assessor do primeiro ministro, João Montenegro; Armando Mourisco, Mário Correia da Silva, Serafim Rodrigues e Pedro Semblano, respectivamente, presidentes da Câmara e Assembleia Municipais; vice-presidente e vereador a tempo inteiro da edilidade cinfanense; os vereadores, Maria João Tavares e Manuel Sales, membros da nossa Assembleia de Freguesia e outros da Assembleia Municipal e representantes das diferentes Associações nespereirenses; Dr. Osman Sacur e enfª Adelina e o pároco local. Pe. José Augusto. Foi a vez do Rancho honrar as suas já velhas tradições, servindo uns rojões e uns mílharos que à maneira seguram qualquer um dos que ali vão para desfrutar da nossa gastronomia. Por volta das três horas da tarde, foi a vez do folclore. Ao palco subiram então os ranchos de Souselo, de Alvarenga e o de Nespereira. Quem assistiu, nem por sombras terá saído defraudado. À noite, foi a vez dos "Finfas de Nespereira" proporcionarem um convidativo baile, razão porque muitos lá dançaram até bem tarde. Para mais, o tempo estava deveras convidativo.

No dia 16, o brilho da noite ficou por conta da nossa mais que centenária Banda Marcial, apresentando um reportório para todos os gostos, bem ao jeito de se poder dizer que tinha começado bem mais um fim de semana "maiato". Comentários de apreço foram ouvidos aqui e além e só quando o maestro Alexandre Coelho fechou os braços para dar fim ao concerto, é que se assistiu à debandada geral.

No dia 17, depois da abertura da feira, teve lugar a correria à tasca gastronómica do Rancho Folclórico; a meio da tarde teve lugar no Salão Nobre da Junta, a apresentação do livro escrito pelo prof. António Salazar e muitos rumaram ao campo "Isidro Semblano" para assistir à despedida desta época por parte do Nespereira F.C. À noite, houve animação a rodos com a presença do conjunto Marco & Santos. Um baile bonito!

No dia 18, subiram ao palco sete concertinas do "conjunto Vale do Bestança", aconteceram os velhinhos "Cantares ao Desafio";  e a fechar, actuou o conjunto "Klavysom", para mais um baile que defende as nossas velhas tradições.

Por agora, nada mais, a não ser para lembrar que o "Maio Cultural" tem continuidade já no próximo fim de semana, tendo como ponto alto, a inauguração do Parque Nossa Senhora de Lurdes, no dia 31.

Adicionar comentário