Concerto da Banda marcou o fim-de-semana do Maio Cultural

2012-05-08
Dando andamento ao que estava programado, damos conta do que constava do programa do Maio Cultural para o fim de semana  5 e 6 de Maio. Assim, o Rally Paper, a cargo da Associação Ardena, o mesmo ficou adiado para a manhã do próximo dia 12. À noite, teve lugar a apresentação do livro “NESPEREIRA - História do Nosso Futebol”  e logo a seguir, foi a vez do Grupo de Teatro da Casa do Povo.

No Domingo, dia 6, celebrou-se a missa campal do Dia da Mãe e à tarde, na Gruta de N. Sra. de Lurdes, uma excelente moldura humana teve oportunidade de assistir ao magnífico concerto da Banda Marcial de Nespereira, um pouco diferente do habitual, porque estava integrado no estágio da mesma banda de música.

Relativamente ao Rally Papper, agendado para as 9 horas da manhã de sábado, dia 5, o mesmo ficou adiado para a manhã do próximo dia 12, já que o tempo se mostrava ameaçador, a ponto de não ser possível fazer as costumadas incursões até às zonas ribeirinhas. Todos esperamos para o próximo fim de semana um tempo de feição para que a prova em questão e as demais actividades possam decorrer normalmente.

À noite, teve lugar a apresentação do livro “NESPEREIRA - História do Nosso Futebol”, autoria de Alves Pinto, e logo a seguir, foi a vez da Casa do Povo, através dos dinâmicos e jovens actores que integram a Associação, deliciarem os muitos que enchiam por completo o Centro Paroquial, com a peça de teatro “O Mendigo e o Magnata”.

Mais uma vez ficou bem patente que a esta NOSSA GENTE faltarão as condições que outros têm mal abrem o bico… Fica, contudo, bem mais valorizada a sua prestação e os nespereirenses podem estar certos de que, neste particular, Nespereira em nada fica a dever aos grandes centros.

No Domingo, dia 6, teve lugar a missa campal – única na freguesia e que por isso teve a presença de muitos, até porque se invocava o “Dia da Mãe” – finda a qual foi entregue uma bonita rosa a todas as mães que estiveram presentes. Como já vem sendo habitual, a Junta de Freguesia tinha feito questão de se associar e foi bonito ver como muitas acolheram o gesto, erguendo bem alto o simples mas delicado e significativo presente.

À tarde, foi a vez da Banda Musical de Nespereira actuar. Como se esperava, muita gente esteve presente na Gruta. Depois de um Estágio realizado a 4, 5 e 6 de Maio, com orientação de um maestro credenciado, prof. Paulo Martins – ninguém deu por mal empregue a necessária deslocação. Além disso e como no final o presidente da Junta não deixou de salientar: até o S. Pedro entendeu que seria de se associar ao evento. No dizer de muitos, soube a pouco e quando assim é, está tudo dito!

Foi bonito ver como Nespereira e a sua gente sabe receber quem de visita; fui agradável sentir que gente habituada a outros palcos e andanças, se mostra disponível para voltar a Nespereira – e não digam alguns que o prof. Paulo Martins disse o que disse só porque foi presenteado com raras petisqueiras.

Logo ali, disse bem alto que bem bastaria um punhado de cerejas, desde que “emolduradas” com a simpatia de quem dá cartas na arte de bem receber: desde logo, Alberto Leitão, o presidente da nossa mais que centenária banda de musica, o fluente e conhecedor maestro Alexandre e o presidente da Junta, Mário Leitão, a quem competia encerrar o evento, fazendo-o no jeito que o caracteriza e donde resulta sempre uma mais-valia para o nome da nossa terra. Parabéns!

Adicionar comentário