Empate... um pormenor no meio de uma grande vitória!

2012-04-16
Nespereira Futebol Clube
O jogo, contra um candidato à subida de divisão (Vouzelenses), poderia encerrar algum receio sobre o desfecho, deste último jogo em casa, da equipa sénior do Nespereira F.C., nesta época 2011/2012.

Não foi isso que aconteceu e uma vez mais, a equipa encarou o desafio de frente, com garra e uma determinação, que bem se pode dizer sem soar a velha desculpa, que não fora o senhor do apito a querer puxar para si o protagonismo, e a vitória não fugiria.
Fugiu, ficou o empate. Mas não é desse que reza ou deve rezar a história.

A história, deve isso sim, falar numa grande, enorme vitória, que me fez - a mim como a muitos certamente – emocionar, sentir aquele arrepio na pele, sentir o nosso clube!

Essa vitória começou a ser desenhada num dos momentos de maior dificuldade que o clube já viveu, quando na final da época passada, ficou sem direcção, sem contas, sem rumo!

Foram semanas, ou até meses de alguma angústia de um grupo de pessoas que tentou encontrar solução.
Não se importarão certamente todos os que estiveram nesse processo, que eu destaque duas pessoas, pela acção fundamental que tiveram, foram os obreiros maiores desta vitória, que foi chegar ao final deste campeonato (falta um jogo fora), com casa cheia, a vibrar com uma equipa que se identifica com os adeptos e vice-versa. Esses dois elementos, são nada mais que o atual presidente – Álvaro Soares e o atual treinador – Rui Teles.

E apraz registar que ainda ontem, para além de um grupo de miúdos que vindos de freguesias vizinhas a troco de amizade, dignificaram e honraram a camisola do clube, estiveram cinco gerações de jogadores de Nespereira, desde o veteraníssimo mas sempre jovem Quim Vieira, ao caçula (penso eu) Geninho, passando pela baliza à guarda do Pedro, que depois de mais de meia dúzia de anos sem jogar, calçou as luvas novamente para dar “as mãos” ao grupo!

Parabéns a todos!

Cláudio Oliveira

Adicionar comentário